Discurso de Posse do Presidente do CNE 2001/2002

Governador do LD-1 CL Neri Aloísio Birck.
Vice-Governador CaL Neusa Maria Ehrardt.
Past Governador PDG Cláudio Miessa Rigo
CCLL José Reuter Cordeiro e José Dacio Glapinski
Secretário e Tesoureiro do Distrito LD-1
PDG Darby Valente, Presidente do Conselho Consultivo e de Planejamento do Distrito LD-1

Companheiros Leão.
Companheiras Leão.
Domadoras.
Presidente do Distrito LEO, Cléo Andrá Sansiglo.
Past-Presidente do Distrito LEO do LD-1 Kelly.
Demais CCLL e CcaLL presentes.

Pouco conhecido porque muito jovem ainda, faltando-lhe mais ampla divulgação, foi criado no Brasil o COMITÊ NACIONAL DOS EDITORES DE PUBLICAÇÕES LEONÍSTICAS - CNE-, cujo Regulamento prevê para sua direção, no início, a eleição de um Presidente, automaticamente seu Primeiro Vice, o segundo passando para primeiro e o terceiro para segundo, sendo então, ao mesmo tempo eleito um terceiro Vice-Presidente e assim sucessivamente todos os anos.-

Ocupava eu o posto de Primeiro Vice-Presidente e, terminada a gestão 2000/2001 do CL João Rodini Luiz, envio ele um Email ao CL Neri Aloísio Birck, ilustre Governador do nosso Distrito LD-1, outorgando-lhe poderes para que procedesse oficialmente, a nossa posse no alto cargo de Presidente do referido órgão - CNE -, para o período 2001/2002.

Quero, de pronto, expressar meus agradecimentos ao Governador Neri por suas palavras iniciais em que destacou a relevância e grande importância deste ato histórico para nosso Distrito LD-1, quando um de seus Membros assume tão elevado e importante cargo do Movimento Leonístico.

Entendo necessário, de início, fazer alguns esclarecimentos para conhecimento geral, sobre o CNE: é uma instituição fundada no AL 1997, por inspiração do eminente CL Newton Fernandes, do LC Rio de Janeiro Bangu, em ação conjunta com outros tão ilustres líderes do nosso leonísmo. O objetivo desse órgão é a congregação dos Editores da Imprensa Leonística brasileira, fomentando e facilitando maior intercâmbio entre eles, de forma a melhor desempenharem suas funções, sob uma orientação uniforme e abrangente, na busca de maior e mais perfeita divulgação do Leonísmo não só o Nacional, como também o Internacional, com a ampliação da rede de Editores, com a criação de novos Informativos, Revistas e Jornais, pois, como se sabe, temos no Brasil mais de 1.800 Clubes de Lions, enquanto que só existem 302 Editores Associados no CNE.-

Neste momento, em que me acho tomado de grande emoção, quero registrar minha saudação aos CCLL que me antecederam, com destaque para o nome de Newton Fernandes, do LC Rio de Janeiro Bangu, Editor do LIONS RIO Utilidade Pública; de Jair Alves Pinto, do LC de Itapira, SP, Editor do O LEÃO DA PENHA; de Vicente Pertinatti Netto, do LC de São Paulo Centro, Editor do O LEÃO QUARENTÃO e também de João Rodini Luiz, do LC de Ribeirão Preto, SP, Editor do A VOZ DO LEÃO, ilustres Editores premiados em concursos de publicações leonísticas, assim como expresso, aqui e agora, meus louvores a todos os demais Editores da Imprensa leonística Brasileira, Associados ou não no CNE.-

A honra que recebo assumindo tão elevado Cargo dentro do Leonísmo Brasileiro, dedico-a ao Distrito LD-1, a meu Clube, o Lions Clube de Curitiba Batel que me acolheu em seu seio e particularmente, àquele que me proporcionou pertencer a tão nobre Instituição Internacional.-

Tenho plena consciência da grande responsabilidade que envolve o cargo, levando-se em conta, particularmente, a grande extensão geográfica que abrange os quatro Distritos Múltiplos e a necessidade de, não só ampliar o número de Editores Associados do CNE, de forma dinâmica e urgente, mas e principalmente de aprimorar, cada vez mais, a qualidade desse grande e vigoroso meio de comunicação leonístico, de forma a dar-lhe mais divulgação e fazer com que haja maior interesse na leitura dos nosso noticiários e informativos. É imprescindível promover maior entrosamento entre os Membros dos Clubes de Lions, com vista a lhes ativar maior interesse pelas nossas coisas e causas, o que lamentavelmente, todos nós sabemos, falta a um grande número de CCLL. Somos nós, Leões, que fazemos a História do Lions Clube e é a nossa Imprensa que tem o dever de fixar-lhe a memória, passando-a às futuras gerações.-

Importante termos consciência da necessidade de buscarmos no passado o registro de boas obras que enriquecem o presente, com vistas ao provir, de maneira a vivermos com satisfação do dever cumprido, deixando a nossos descendentes muito de que se orgulhem.-

Pela experiência jornalística que tenho, embora não tão ampla, sei que é indispensável o pleno apoio de nossas Autoridades Leonísticas, sejam elas Presidentes de Clubes, sejam de n ossos Governadores, a nível nacional, assim como dos próprios Membros CCLL, para que possamos atingir um número cada vez maior e mais expressivo de Editores Leões de Informativos, de Jornais e de Revistas para que circulem com mais intensidade as nossas notícias e, principalmente, sejam lidas e participadas. Tudo buscarei neste sentido. Envidarei meus esforços para que esse período 2001/2002 transcorra com expressivos feitos em prol da Imprensa Leonística. Espero não encontrar em meu caminho apenas aqueles que deixam fazer, esperando os resultados para depois criticar, mas também e em maior número aqueles que ajudam a fazer, contribuindo, de alguma forma, ao menos com seu apoio moral e incentivo, para que os poucos possam fazer.-

Os Editores e membros de Comissão de Divulgação devem ser, doravante, respeitados nos encontros leonísticos de qualquer natureza, devendo ser citados quando presentes e convidados para a mesa principal, não para alimentação de vaidades, mas por consideração às relevantes funções que desempenha, e o alto cargo que ocupam.-

Todos os nosso atos serão publicados, não como autopromoção, mas para conhecimento de todos os Leões do Brasil e do Exterior e para melhor e maior entrosamento.-

Por oportuno, levo ao conhecimento de todos os integrantes do nosso Movimento Leonístico que, a meu convite, aceitaram compor o Gabinete Administrativo que assim inicialmente, ficou composto.-

Curitiba, 20 de agosto de 2001.

Luiz Áureo de Araújo Perpétuo
Presidente do CNE